14/04/2023 às 00h30min - Atualizada em 14/04/2023 às 00h30min

Novo equipamento amplia atendimento para dependentes químicos prestado pela Prefeitura e Governo do Estado

O Hub de Cuidados em Crack e Outras Drogas, no Bom Retiro, tem previsão de prestar mais de 700 atendimentos clínicos e 6 mil atendimentos sociais por mês

A parceria da Prefeitura de São Paulo com o Governo de Estado oferece mais um equipamento para atendimento conjunto de dependentes químicos no centro da cidade. Trata-se do Hub de Cuidados em Crack e Outras Drogas, no Bom Retiro, que irá ampliar as ações do antigo Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod). O prefeito Ricardo Nunes participou, nesta terça-feira (11), da inauguração do serviço.
“Estamos enfrentando um grande desafio para salvar a vida dessas pessoas, que são dependentes químicos, mas tenho certeza de que teremos sucesso nessa batalha”, afirmou o prefeito. “O trabalho vem sendo desenvolvido. A Prefeitura tem o Serviço Integrado de Acolhida Terapêutica (Siats), o Serviço de Cuidados Prolongados, os Centros de Atenção Psicossocial (CAPs) e os CAPS Álcool e Drogas. Além disso, são 1022 vagas no Programa Redenção e mais 1300 vagas das comunidades terapêuticas, parceiras do Governo do Estado e que estão disponibilizadas também para a Prefeitura”, relatou o prefeito.
O Hub tem previsão de prestar mais de 700 atendimentos clínicos por mês, além de 6 mil atendimentos sociais. Além de atividades como abordagem e atendimento, o equipamento atuará no gerenciamento, articulação e integração das ações desenvolvidas pelo Estado e pelo município, com total integração dos dois governos.
“O trabalho entre a Prefeitura e o governo estadual dá mais um grande passo com a inauguração do Hub de Cuidados em Crack e Outras Drogas e mostra que estamos caminhando juntos na mesma direção. Precisamos ser persuasivos, persistentes e fazermos uma ação importante de não deixarmos as pessoas que estão ali, se consumindo no crack ou em outras drogas, acabarem com suas vidas”, finalizou o prefeito Ricardo Nunes.
O Hub será a porta de entrada dos usuários que procuram ajuda para tratamento no Centro de Atenção Psicossocial de Álcool e Drogas (Caps AD) da Prefeitura de São Paulo. O acesso ao serviço será realizado por busca ativa com profissionais especializados em dependência química nas abordagens e escutas qualificadas, busca espontânea ou busca por meio de organizações sociais e ou missionárias.
O vice-governador de São Paulo, Felício Ramuth, destacou a importância da parceria com a Prefeitura. “O Hub chega para somar esforços no sentido de dar total atendimento a esse público e trabalharmos juntos para solucionar essa questão”, afirmou o vice-governador.

Estrutura
A unidade contará com acolhimento social com avaliação dos riscos médicos e clínicos 24h, leitos de hospitalidade dia e noite para acolhimento, encaminhamento para demandas sociais e centro de monitoramento do processo de recuperação e reinserção, por meio de indicadores assistenciais e intersetoriais. Salas de multiuso para grupos de mútua ajuda, espaços para grupos de abordagem de organizações missionárias do centro e de apoio a grupos de familiares também integram a estrutura.
A instituição será, também, um polo agregador e norteador para outras estratégias de cuidados como, por exemplo, parcerias com grupos da sociedade civil, que atuam no território, e acolhimento assistido com 40 vagas.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp