06/03/2023 às 16h21min - Atualizada em 07/03/2023 às 00h37min

Vamos Brincar do quê?

Com este livro, a tarefa de divertir as crianças com o mundo real ficou mais fácil: o livro "Vamos Brincar Do Quê? - Um Guia de Jogos e Brincadeiras para Qualquer Idade e Ocasião"

SALA DA NOTÍCIA Elenir Coutinho
Foto: Divulgação

O projeto deste livro nasceu da inquietude de duas amigas que, durante toda a vida, mesmo adulta, permanecem brincando. Durante alguns anos foram realizadas várias pesquisas com educadores, recreacionistas e com amigos, através deste material conseguiram reunir um arsenal de mais de 130 de brincadeiras, daquelas que a gente brincou na “infância off-line”,  tantas outras desenvolvidas para qualquer ocasião, desde brincar com os pais dentro do carro em uma viagem, até ideias para entreter todas as crianças de uma só vez em uma festinha de aniversario.  

 

Cada uma das brincadeiras também foi adaptada pela especialista Mayra Gaiato, para que as crianças autistas também possam brincar. 

 

Nossa infância off-line nos deu a oportunidade de brincar de maneira orgânica e natural, eram as brincadeiras que faziam o nosso tempo passar e que nos entretinham. “Com as brincadeiras, tivemos a oportunidade de não apenas nos divertir, mas desenvolver noções de limite, respeito e disciplina. As brincadeiras com regras, interação, esperar sua vez, ganhar ou perder, cumpriram um papel lúdico, emocional e de formação em nossas vidas”, reforça a autora Ivete Gama.

 

O livro promete ajudar os pais como um guia consultivo, uma verdadeira provocação não apenas para as crianças, mas aos pais que precisam se comprometer a separar um pouco do seu dia para estimular seu filho a brincar. 

 

Muitas das brincadeiras são heranças culturais, um patrimônio brasileiro que merece ser passado de geração para geração, eu e a Ivete costumamos a dizer que somos ativistas do brincar, é importante que essas brincadeiras não fiquem apenas na memória”, completa Patricia Rodrigues, também autora do livro. 

 

Em um mundo digital tão atraente e dispersivo, é preciso ser muito criativo para tirar as crianças de frente da tela do computador, tablet, celular, TV ou videogame. 

 

É nítido como as brincadeiras são atraentes para as crianças, basta observar o comportamento delas em uma festa infantil, em um buffet, por exemplo. É raro você ver uma criança em um canto do salão, mexendo no celular. Naquele momento lúdico, com recreadores, interação e regras, todas as crianças estão 100% entregues a atividades off- line.  

 

zaParticipar de brincadeiras sempre foi e sempre será uma atividade divertida para as crianças, mas é preciso que os adultos estimulem cada vez mais esses jogos reais.  

 

 

Todo Mundo brinca! 

 

Todos sabemos a importância do brincar. Para crianças autistas, a interação com o outro em jogos e brincadeiras pode ser um desafio!  

 

As crianças autistas apresentam, como característica do espectro, dificuldade na comunicação social, ou seja, podem ter dificuldades em interagir, manter relações, aceitar regras sociais, compartilhar brinquedos e situações que envolvem outras crianças da mesma idade. E todas essas habilidades são exercitadas quando se brinca.  

 

As características especificas apresentadas no autismo não tornam essas crianças melhores nem piores. Significa apenas que entendem e funcionam de forma diferente. Porém, ainda existem muitos mitos relacionados ao autismo, e as pessoas conhecem muito pouco sobre esse universo, até mesmo profissionais da área de saúde e educação. Por não serem compreendidas, as crianças com autismo muitas vezes não participam das brincadeiras. Os pais, professores e amigos tentam, mas na maioria das vezes a criança fica afastada. Elas têm vontade, mas não sabem como fazer. 

 

Por esse motivo, a psicóloga Mayra Gaiato, uma das maiores especialistas em autismo no Brasil, foi convidada pelas autoras para adaptar todas as brincadeiras do livro, e assim tornar esta nova edição ainda mais especial. Basicamente, as adaptações incluem uma maneira diferente de explicar as regras de maneira mais visual  e pequenas mudanças que garantem o conforto e entendimento do pequeno autista. 

 

Ficha técnica 

 

Livro:  Autoras:  Ivete Gama e Patrícia Rodrigues Editora: Almedina Brasil, selo Minotauro ISBN:  9786587017709 Páginas:  148 Formato:  14 x 21 x 0,8 cm Preço: R$ 69,00 Onde encontrar: Almedina Brasil | Amazon 

 

SOBRE AS AUTORAS 

 

Ivete gama  

Mãe do Leonardo, Especialista em Marketing e estratégia de negócios e comportamento do consumidor. Iniciou sua trajetória profissional na área de educação. 

 

Patrícia Rodrigues  

Mãe do Lucas, empresária, especialistas em Rh, além de Pedagoga com pós-graduação em Lazer Sociocultural.  

 

Convidada: Mayra gaiato  

Psicóloga comportamental, neurocientista e uma das maiores especialistas em transtorno do espectro do autismo do Brasil, Mayra Gaiato ampliou o propósito deste projeto adaptando as brincadeiras para que a criança autista possa participar de todas as atividades.  

 

 

Sobre a editora 

Fundada em 1955, em Coimbra, a Almedina orgulha-se de publicar obras que contribuem para o pensamento crítico e a reflexão. Líder em edições jurídicas em Portugal, a editora publica títulos de Filosofia, Administração, Economia, Ciências Sociais e Humanas, Educação e Literatura. Em seu compromisso com a difusão do conhecimento, ela expande suas fronteiras além-mar e hoje traz ao público brasileiro livros sobre temas atuais, em sintonia com as necessidades de uma sociedade em constante atualização. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp