26/02/2024 às 15h25min - Atualizada em 26/02/2024 às 20h07min

Monitor de Doações revela queda de 67% nas contribuições para organizações sociais em 2023

Atualizado diariamente pela ABCR, o Monitor das Doações oferece insights sobre o cenário das doações no Brasil

Jéssica Amaral - DePropósito Comunicação
www.depropositocomunica.com
Divulgação

O ano de 2023 foi desafiador para as organizações da sociedade Civil (OSCs) em termos de captação de recursos. É o que indica o levantamento do Monitor das Doações, ferramenta mantida pela Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR), com o apoio do Grupo de Institutos Fundações e Empresas (GIFE), para registrar doações individuais acima de R$ 3 mil e divulgadas publicamente. De acordo com o levantamento, até 31 de dezembro de 2023 foram registrados R$ 474,9 milhões em doações, representando apenas 33% do montante registrado em 2022, que totalizou R$ 1,4 bilhão. Além disso, o número de doadores diminuiu em quase 60%, passando de 397 para 158. 

“É preocupante a diminuição nos valores doados, por duas razões. A primeira é pelo volume menor, dificultando que as organizações tenham impacto em suas causas. Mas também sinaliza menor disposição por parte de doadores de revelarem que doam e em qual volume. Esperamos que para 2024 esses números voltem a crescer”, explica Fernando Nogueira, diretor-executivo da ABCR. . 

De acordo com o Mapa das OSCs, existem mais de 800 mil organizações sem fins lucrativos no Brasil e as doações são condição fundamental para que elas continuem atuando nas mais diferentes causas. Além disso, contribuem com a economia do país ao gerar empregos e promover o desenvolvimento de comunidades. De acordo com pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), o Terceiro Setor contribui com 4,27% do Produto Interno Bruto (PIB) e gera mais de 6 milhões de empregos.

Causas apoiadas e maior doação

Dentre as causas mais apoiadas em 2023, segundo o Monitor de Doações, estão saúde, meio ambiente, assistência social, educação e fortalecimento da filantropia. Empresas e indivíduos demonstraram um interesse diversificado, contribuindo para diferentes áreas ao longo do ano.

Olhando as doações mês a mês, outubro de 2023 se destacou com um volume substancial, totalizando mais de R$ 163,5 milhões. A parceria entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Embaixada da Alemanha liderou as contribuições, ao destinar R$ 115 milhões ao Fundo Amazônia, para auxiliar vítimas de desastre climático na Região Norte do país. Esta também foi a maior doação registrada do ano.

Maiores doadores de 2023

Os maiores doadores de 2023 incluíram empresas, organizações e personalidades. Depois do BNDES e da Embaixada da Alemanha, a Sigma Lithium, produtora de lítio do Vale do Jequitinhonha (MG), foi a segunda maior doadora, com R$ 76,9 milhões repassados para a causa ambiental. 

Também houve doações de pessoas físicas. A advogada e empresária Nora Teixeira repassou R$ 36 milhões para uma instituição que leva seu nome - o Hospital Nora Teixeira, de Porto Alegre (RS). Fundo de Bolsas do Programa de Apoio à Educação Judaica (31 milhões), Movimento Bem Maior (R$ 29,4 milhões), Instituto CPFL Energia (R$ 17,9 milhões, Instituto Phi (R$ 15,8 milhões) e B3 (R$ 14,3 milhões) aparecem na sequência com as maiores doações do ano. 

“O Monitor das Doações acompanha o que foi publicado na internet como fonte para a soma das doações, simbolizando não só o que foi doado, mas o interesse do próprio doador em compartilhar o bom exemplo. Incentivamos sempre que as doações sejam públicas para que inspirem outros doadores a fazerem o mesmo”, complementa Carolina Farias, líder do Dia de Doar. 

Informe sua doação

Além de acompanhar as notícias públicas sobre doações em jornais, revistas, entre outros meios, o Monitor das Doações também oferece a possibilidade de os doadores informarem diretamente as contribuições filantrópicas para que elas sejam inseridas. Para tornar pública a doação e o nome de quem doa é necessário enviar um e-mail para [email protected] com informações sobre a doação (ou doações) e o valor.

Sobre a ABCR

A ABCR (Associação Brasileira de Captadores de Recursos) (https://captadores.org.br) reúne e representa os profissionais de captação, mobilização de recursos e desenvolvimento institucional, que atuam para as organizações da sociedade civil no Brasil. Lidera campanhas, eventos e uma série de outras iniciativas de fortalecimento do setor e de apoio a quem atua por uma sociedade mais justa e democrática.

Sobre o GIFE

O GIFE - Grupo de Institutos, Fundações e Empresas - é uma plataforma de fortalecimento da filantropia e do investimento social privado no Brasil. Promove espaços de diálogo e colaboração entre as organizações, produz e compartilha conhecimento a partir de pesquisas, análises e debates, buscando referências inovadoras para o constante aprimoramento da atuação dos associados e para o fortalecimento do setor.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp