29/01/2024 às 16h50min - Atualizada em 30/01/2024 às 00h00min

Cãibras têm diversas causas e algumas medidas preventivas podem amenizar essa condição

Incorporar hábitos saudáveis, garantir uma alimentação balanceada, prestar atenção à qualidade dos alimentos e manter uma rotina de atividade física são componentes essenciais para o cuidado integral com a saúde

Way Comunicações
Pexels
As cãibras musculares são caracterizadas por contrações involuntárias e se destacam como uma manifestação peculiar em determinados indivíduos, sendo ocasionalmente um sinal decorrente de problemas circulatórios. Essa condição pode ocorrer tanto por doença no sistema arterial, que leva sangue aos tecidos, como no sistema venoso, que traz o sangue dos tecidos de volta ao coração.

A frequência das cãibras em si não constitui o problema central, mas sim um potencial indício associado ao desafio subjacente no sistema circulatório. Fazendo uma analogia com a febre, o aumento da temperatura não é a questão primária, mas sim um indicativo de que pode haver uma infecção localizada. De forma análoga, as cãibras musculares representam um alerta para a necessária investigação do problema.

Conforme explica o diretor da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular – Regional São Paulo (SBACV-SP), Dr. Akash Prakasan, as cãibras têm diversas causas, mas podem também estar relacionadas à atividade física intensa, que leva à produção de ácido lático, distúrbios hidroeletrolíticos, como ocorre em casos de desidratação e desnutrição, e ao uso de determinados tipos de medicamentos que causam a perda de substâncias desencadeadoras das cãibras. No entanto, chama a atenção a prevalência vascular dessa patologia na população.

Determinadas condições específicas podem impactar a circulação, como as obstruções arteriais, que resultam na redução da quantidade de sangue nos tecidos, gerando sintomas relacionados a isso. Os distúrbios hidroeletrolíticos, decorrentes de desidratação ou alimentação inadequada, também têm o potencial de desencadear cãibras.

 “A deficiência nutricional de sódio, magnésio, vitaminas do complexo B e cálcio, juntamente com o uso de diuréticos, que promovem a eliminação de água e eletrólitos do organismo, também emergem como causas potenciais de cãibras”, alerta Dr. Akash.

De acordo com o especialista, as cãibras que ocorrem durante à noite geralmente estão associadas a uma condição vascular, sendo um sintoma comum em pacientes com varizes. Nesse contexto, ao realizar exames e diagnosticar a associação das cãibras com a insuficiência venosa, o tratamento está diretamente vinculado à abordagem da causa subjacente. Após uma avaliação do médico vascular, estratégias terapêuticas como o uso de meias elásticas, flebotônicos, prática de atividade física, repouso e tratamento farmacológico figuram entre as opções para gerenciar essa condição.

Para prevenir cãibras musculares, é essencial garantir uma ingestão adequada e equilibrada de nutrientes como sódio, magnésio, vitaminas do complexo B e cálcio. A deficiência nutricional desses elementos pode ser suprimida por meio de uma dieta que inclua fontes ricas, como sementes (linhaça e girassol), cereais integrais (aveia) e frutas (abacate e banana), entre outras. Devido a características do nosso solo, alimentos produzidos no Brasil podem ter baixa concentração de magnésio, justificando a importância de uma atenção especial à alimentação.

O exercício físico, por sua vez, desempenha um papel significativo na melhoria da circulação sanguínea e na redução da ocorrência de cãibras. Ao aprimorar a capacidade de absorção de oxigênio pelos tecidos, o exercício contribui para otimizar tanto a oferta quanto a utilização de nutrientes pelos tecidos musculares. Portanto, incorporar hábitos saudáveis, garantir uma alimentação balanceada, prestar atenção à qualidade dos alimentos e manter uma rotina de atividade física são componentes essenciais para o cuidado integral com a saúde.
 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp