24/01/2024 às 16h29min - Atualizada em 26/01/2024 às 20h04min

Candidíase e verão: ginecologista dá dicas para evitar e cuidar da infecção em dias quentes

Especialista reforça os cuidados em torno da saúde íntima da mulher

Repórter JS
Freepik

O verão chegou e com ele o Brasil enfrenta altas temperaturas por conta da presença do fenômeno El Niño, sendo um dos mais fortes já registrados. Entretanto, a estação reforça um alerta sobre os cuidados em torno da saúde íntima da mulher. 

O calor intenso e a umidade contribuem para que neste período ocorra a proliferação de doenças como candidíase, infecção provocada por fungos e bactérias na região da vulva. Segundo dados da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp), a infecção afeta 75% da população feminina e os sintomas mais comuns são: coceiras, corrimento e vermelhidão na região vaginal. 

Com isso,  a influenciadora da Black Influence (agência da América Latina especializada em influência e comunicação) e ginecologista Dr. Andrea Gonçalves aponta os principais cuidados em torno da saúde íntima durante as fortes ondas de calor. 

1 - Evite roupas apertadas ou úmidas e calcinhas de tecido sintético 
No verão é comum utilizarmos muitos maiôs e biquínis, porém roupas com tecido sintético e apertadas são agravantes para o surgimento de fungos. Opte por peças mais leves com forro de algodão. É super importante não permanecer por muito tempo com roupa molhada. Outra dica é dormir sem peça íntima para deixar a região ventilada por maiores períodos.

2- Cuide da sua alimentação 
As férias fazem a gente ter uma alimentação não saudável e sem exercícios físicos. E, é neste momento que devemos redobrar a atenção e evitar consumir frituras, refrigerantes e bebidas alcoólicas. Em tempos mais quentes consuma bastante água, sucos naturais, frutas, alimentos ricos em vitaminas e minerais. 

3 - Procure um ginecologista
A internet e principalmente as redes sociais têm muitas informações, receitas caseiras e até tratamentos milagrosos. Em caso de sintomas de candidíase procure um especialista que fará o  diagnóstico de forma mais eficaz por meio de exame físico ou de exames laboratoriais e prescindirá o medicamento mais adequado para cada organismo.


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp