30/04/2024 às 14h51min - Atualizada em 30/04/2024 às 16h00min

ARTIGO CEO BIZ l Bancarização do RH: a nova fronteira para engajar colaboradores

*Por Douglas Barrochelo, CEO da Biz

Douglas Barrochelo
Divulgação BIZ

A tradicional imagem do Recursos Humanos, com procedimentos burocráticos e comunicações em papel, segue rapidamente cedendo espaço para uma abordagem mais dinâmica e integrada, onde o RH se transforma em um verdadeiro leque de serviços personalizados para os funcionários. Essa mudança de paradigma reflete não apenas os avanços tecnológicos, mas também uma compreensão mais profunda das necessidades individuais de cada colaborador e de seus familiares, o que chamamos de RH 3.0. 

Com isso, as empresas têm a oportunidade de ir além das expectativas convencionais, oferecendo benefícios que não apenas atendam às necessidades básicas dos funcionários, mas que também levem em conta seus desejos e aspirações pessoais. Estamos falando de uma nova abordagem de benefícios hiperpersonalizados, que consideram não apenas o colaborador em si, mas também sua família, com variados modelos de formatação. 

Já bancarização do RH se refere à oferta de vários serviços financeiros em uma integração de soluções que tornam a vida das pessoas mais fácil e gratificante. Ao adotar tecnologias inovadoras para oferecer benefícios sob medida, como contas digitais multisserviços que permitem a concessão de empréstimos consignados, seguros e assistências, as empresas também estão capacitando os colaboradores para gerenciar suas finanças de maneira mais eficiente e tomar decisões sobre o futuro financeiro. 

Essa mudança de comportamento não apenas impulsiona a digitalização das empresas, mas também abre espaço para uma nova tendência: a personalização dos serviços financeiros de acordo com necessidades e preferências individuais. 

O segredo de uma empresa de sucesso passa hoje pelo compromisso diário de oferecer aos colaboradores uma experiência diferenciada, que vai além do salário e dos benefícios convencionais, em uma construção de ecossistemas onde cada participante possa acessar uma variedade de serviços financeiros e desfrutar de vantagens exclusivas. E neste contexto, a área de Recursos Humanos pode assumir o protagonismo desta transformação. 

Como resultado da rápida digitalização e avanço dos processos de inovação no Brasil, hoje já existem empresas onde o crachá foi transformado em um cartão multisserviços. O colaborador já pode optar por fazer transações que vão além de alimentação e refeição, como compra de combustíveis ou materiais para construção, por exemplo, e até mesmo transações em euro ou dólar fora do Brasil, pois os sistemas já são capazes de fazer essa transação em tempo real.  

As possibilidades são muitas para as empresas que almejam oferecer algo além do tradicional e se diferenciar na relação com os colaboradores. Aqueles que têm seu pet, por exemplo, não seria interessante oferecer como benefício a habilitação para compras em pet shop? Isso é considerar não apenas as necessidades financeiras, mas também interesses pessoais e estilo de vida. 

O conceito de bancarização do RH não é uma tendência passageira, mas sim uma evolução inevitável na forma como as empresas interagem com seus funcionários. Além disso, é fundamental que as empresas reconheçam a importância estratégica da bancarização do RH não apenas para aprimorar a experiência dos colaboradores, mas também como uma ferramenta poderosa de atração e retenção de talentos.  

É uma ótima oportunidade para as empresas se tornarem protagonistas na transformação do futuro do trabalho e reforçar uma cultura empresarial que valoriza as individualidades e o bem-estar dos seus colaboradores. 


* Douglas Barrochelo é o CEO da Biz, uma fintech que oferece uma plataforma completa de payment, banking e fraud-prevention. O executivo é bacharelado e especialista em tecnologia e engenharia pelas Universidades Cruzeiro do Sul e Presbiteriana Mackenzie. Iniciou sua carreira na Biz em 2011, como Software Enginner Jr, foi crescendo internamente e alavancando sua trajetória ano a ano e em 2020, tornou-se CEO da companhia. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp