29/04/2024 às 10h19min - Atualizada em 29/04/2024 às 20h11min

Polpanorte se consolida como líder nacional no mercado de açaí

Empresa paranaense possui capacidade de produção de 160 toneladas de açaí por dia e exporta para 16 países

Michele Carvalho
Divulgação

Uma empresa criada no interior do Paraná, no município de Japurá, se tornou líder nacional de produção e venda de açaí, de acordo com dados da Scanntech (startup de dados para varejo e indústria). Com capacidade produtiva de 160 toneladas dia – somente desta fruta -, a Polpanorte, tradicional indústria alimentícia do Grupo Zeppone, possui mais de 130 produtos em seu portfólio, que estão em mais de 40 mil pontos de venda no Brasil. Além disso, a empresa exporta para 16 países da Europa, América Latina e Estados Unidos e fechou 2023 com crescimento de 33% comparado ao ano anterior, ultrapassando a casa dos R$420 milhões de faturamento, sendo o açaí o responsável por mais da metade desse volume. Para 2024, a expectativa de crescimento é de 23%.

“Nossa missão, desde 1995, é entregar uma experiência inesquecível de sabor para o Brasil e o mundo. E temos cumprido com sucesso. Proporcionamos a cada consumidor um mix perfeito de cremosidade e sabor, que só é possível graças ao alto padrão de qualidade que empregamos na fabricação dos nossos sorbets e polpas. Esse é um dos grandes diferenciais da Polpanorte, que nos permite alcançar patamares tão altos”, conta João Zeppone, CEO do Grupo.

Corroborando a busca por qualidade, a Polpanorte alcançou, em março deste ano, a Recomendação de Certificação FSSC 22000, norma referencial de segurança da Iniciativa Global de Segurança de Alimentos (GFSI) e passou a fazer parte do seleto grupo de empresas alimentícias brasileiras que são certificadas. Hoje no país apenas 2% das companhias possuem essa certificação. 

Atualmente, o Grupo Zeppone detém duas plantas industriais, uma fica em Japurá (PR), cidade sede da companhia; a outra em Benevides (PA), e é uma das mais modernas em operação no País, responsável por verticalizar a produção do Grupo. No ano passado, ainda, se firmou como a maior exportadora mundial de produtos industrializados em volume - 72,1 milhões de toneladas, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos.

Consumo de Açaí no Brasil e no mundo

O fruto, que há décadas faz parte da alimentação das pessoas na região norte e nordeste do país, hoje ocupa posição de destaque na rotina alimentar de milhões de brasileiros, de todos os estados. Para se ter ideia da dimensão dessa procura, dados da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) mostram que o consumo de açaí no Brasil cresceu 15% entre 2019 e 2022. Em 2023, o consumo total foi de 1,5 milhão de toneladas. E a tendência, de acordo com a entidade, é que 2024 siga esse caminho de crescimento.

De olho nessa tendência, a empresa, por meio das áreas Comercial e Trade Marketing, investe forte em canais de venda, como food service (lojas de açaí e sorveterias), e trabalha de forma intensa com ações de degustação, participação em grandes eventos e shows, incentivo e patrocínio ao esporte, além de apoiar seus parceiros de vendas com planos sustentáveis.

“Açaí, maracujá, acerola, cupuaçu, nossos produtos são tipicamente brasileiros e temos muito orgulho disso! Levar nossas frutas para fora do país é, também, uma forma de mostrar que não há sabor como o nosso. Não queremos ser reconhecidos como uma marca internacional, mas sim como a empresa que leva para os quatro cantos do mundo a mistura brasileira, a naturalidade e a cremosidade que só os frutos da nossa terra são capazes de oferecer”, conta Carlos Bentim, diretor comercial da Polpanorte. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp