29/04/2024 às 16h46min - Atualizada em 29/04/2024 às 20h11min

Conheça o Instituto Alimentando o Bem: iniciativa que realiza programas de capacitação e habitação tendo a mulher como pilar da transformação social

Criado por Emar Batalha, Instituto já auxiliou mais de mil de pessoas em situação de vulnerabilidade

Carolina Filizola Galvão Bueno
Divulgação

Fundado no início de 2020 por Emar Batalha, empreendedora e designer renomada no segmento de joias no Brasil, o Instituto Alimentando o Bem é uma ONG focada na inclusão produtiva e em projetos de habitação social para os moradores das palafitas do Guarujá. O Instituto nasceu na unidade de conservação da Área de Proteção Ambiental (APA) Serra do Guararu, com objetivo de ajudar os moradores da comunidade do Perequê, afetados pelas fortes chuvas da região, com alimentação e itens de higiene básica. Posteriormente evoluiu para uma estrutura física e projetos no âmbito de capacitação profissional, atendimento psicossocial e solução habitacional, tendo a mulher como pilar da transformação social.

 

As principais frentes de atuação visam desenvolver o território do Balneário do Perequê de forma sustentável. Prover moradias emergenciais, dialogar com o poder público para a construção de residências permanentes e promover oficinas de capacitação profissional são algumas das atividades em andamento do Instituto. A ONG também proporciona acompanhamento psicossocial e socioassistencial e encontros de atividades com crianças e adolescentes da comunidade.

 

Avançar na transferência das famílias que ainda moram em palafitas no mangue, com difícil acesso a recursos básicos de sobrevivência, para as casas de aluguel social, é uma das prioridades do Alimentando o Bem, por meio do Morada Digna. O programa atualmente atende 50 famílias, contemplando 175 pessoas. Além disso, regenerar o mangue, restaurando o ecossistema do bioma nos espaços antes ocupados pelas antigas casas dos beneficiários, também faz parte da iniciativa. O Instituto ainda pretende ampliar a rede de atendimento psicossocial e pedagógico para a comunidade.


Projeto: Morada Digna
Fotos: Divulgação

Alimentando O Bem também realiza projetos de capacitação profissional focados em inserir ou recolocar mulheres no mercado de trabalho. Por meio dos Núcleos Incubados, 100 mulheres já participaram de oficinas e palestras promovidas com parceiros institucionais, voltadas para a capacitação de técnicas profissionais específicas, direcionadas para a produção de chocolates, velas, cerâmicas e bonecas. Além disso, para que as mulheres se insiram no mundo do trabalho, elevamos a autoestima e promovemos a autonomia através de rodas de conversa, recebendo semanalmente cerca de 30 mulheres para as atividades.


Da esquerda para a direita, em sentido horário: A Casa da Cerâmica, A Casa das Bonecas, A Casa das Velas, A Casa do Cacau
Fotos: Divulgação

Com um investimento de R$ 2 milhões para a construção das minis fábricas, a iniciativa já tem o cadastro de mais de 300 clientes. A dinâmica desenvolve hábitos de disciplina e comprometimento entre o grupo de beneficiárias, por meio de trilha formativa voltada para o empreendedorismo responsável.

Da esquerda para a direita, em sentido horário: A Casa das Bonecas, A Casa da Cerâmica, A Casa das Velas, A Casa do Cacau
Fotos: Divulgação

A partir de 2024, o objetivo é estreitar o diálogo com o setor público do município do Guarujá para apoiar os órgãos responsáveis no desenvolvimento do plano habitacional. Entre os anos de 2024 e 2026, o Instituto planeja realizar projetos multidisciplinares para 200 crianças e adolescentes da comunidade do Perequê, com um espaço de esporte, cultura e lazer. Além disso, a partir de 2025, a ideia é expandir a atuação do Instituto Alimentando o Bem em outras comunidades do país, levando a metodologia de desenvolvimento territorial.

 

Desde sua fundação, o Instituto Alimentando o Bem já arrecadou mais de R$ 5 milhões por meio de doações. Esses recursos foram aplicados na implementação e manutenção dos projetos. Hoje com 23 colaboradores, o Instituto Alimentando o Bem já realizou mais de mil atendimentos socioassistenciais, e atualmente atende 50 famílias no Programa Morada Digna. O Instituto conta com uma estrutura física de quatro casas, sendo uma Sede para os cursos de capacitação e atendimento psicossocial, duas para produção dos produtos, e a quarta focada em atividades para crianças e adolescentes.
​​​​​​​

Serviço I Alimentando o Bem

Endereço: Rua Javari, 175 - Balneário Praia do Perequê, Guarujá - SP

Telefone: (11) 97854-1011

 

Informações à imprensa:
MktMix Assessoria de Comunicação
Tânia Otranto / Balia Lebeis / Roberto Ethel

(11) 3060-3640

Carolina Filizola

Leonardo Souza 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp