29/04/2024 às 10h21min - Atualizada em 29/04/2024 às 20h08min

Decisão da Espanha de encerrar o programa Golden Visa faz parte de uma “tendência contínua” que afetará os profissionais expatriados

Especialista da Mauve Group esclarece dúvidas sobre como garantir a permanência dos expatriados em conformidade com as novas diretrizes.

Mauve Group
Reprodução Pixabay

A Espanha é mais um país europeu a anunciar o fim do seu programa de investimento para imigrantes 'Golden Visa'. De acordo com os especialistas em RH da Mauve Group, isso faz parte de uma “tendência contínua” de países europeus que elimina gradualmente os vistos destinados a atrair investidores ricos; e os profissionais expatriados que participaram, ou pretendem participar deste esquema, terão de procurar orientação para garantir que possam permanecer em conformidade com as novas diretrizes.

 

"Embora não seja surpreendente, dada a recente pressão nos mercados imobiliários das grandes cidades da Espanha, é notável ver como muitos governos europeus rapidamente deixaram de oferecer esses chamados programas de investimento de imigrantes de 'Golden Visa' para modificar seus termos ou eliminá-los completamente", comenta Diana Diaz Martinez, Gerente de Desenvolvimento de Negócios Regionais da Mauve Group na América Latina. Com 165 mil residentes brasileiros, a Espanha é o terceiro destino mais popular para a maior nacionalidade de expatriados latino-americanos na Europa, atrás apenas de Portugal e Reino Unido.

 

Tanto Portugal quanto o Reino Unido estão entre os países que recentemente restringiram seus programas de 'Golden Visa', com o governo português também citando a crise imobiliária do país como um grande catalisador para alterar seu programa em 2023. O governo espanhol anunciou de forma semelhante, na última terça-feira, 9 de abril, que iniciará o processo de suspensão do programa, após o primeiro-ministro Pedro Sánchez afirmar que o mesmo havia levado a especulações imobiliárias desnecessárias, e que o governo trabalharia para garantir habitação acessível para a população.

 

"Este anúncio faz parte de uma tendência contínua entre os países europeus de se retirarem desses esquemas, como visto na Holanda, Irlanda e Reino Unido", acrescenta Diana. "Portugal, por exemplo, modificou seu visto para focar na criação de empregos, o que poderia levar a mais oportunidades de emprego a longo prazo. E embora para muitos expatriados um 'Golden Visa' sempre tenha sido um caminho residencial muito caro, profissionais que trabalham no setor imobiliário e em indústrias relacionadas a investimentos e empreendedorismo certamente sentirão os efeitos colaterais dessa mudança, que parece ser o início do fim para os programas de 'Golden Visa' da Europa."

 

"Como uma Employer of Record e empresa de RH que facilita a expansão global, entendemos a importância de acompanhar as últimas estipulações de visto e leis locais de trabalho", conclui ela. "Empresários, investidores e empregadores que participaram ou procuravam participar do esquema como um meio de realocar funcionários existentes e/ou contratar novos na Espanha, devem buscar orientação profissional para permanecerem em conformidade diante dessas mudanças."


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp