26/04/2024 às 16h54min - Atualizada em 28/04/2024 às 00h01min

Prêmio reconhece as iniciativas de inclusão feminina na área de tecnologia

As inscrições para o prêmio, que tem o apoio da Cargill, vão até o dia 10 de maio

Christiane Assef Nociti
Divulgação Laboratoria

O LITA, prêmio lationamericano que já está em sua terceira edição, busca reconhecer empresas, iniciativas e personalidades do mundo tech e acaba de abrir as inscrições de forma gratuita. Neste ano, o reconhecimento conta com o apoio da Cargill. 

Executivos C-Level, vice-presidentes, diretores, gerentes ou coordenadores que impactam a diversidade de gênero na tecnologia poderão participar do prêmio Latam Inclusive Tech Awards (LITA), da Laboratória, na categoria Liderança Executiva. Além deles, as empresas também poderão se inscrever na categoria Iniciativas Brilhantes, com ações realizadas, ao longo de 2023, visando a  diversidade e a inclusão de gênero no setor tech. 

A importância deste reconhecimento para os executivos reside na influência direta que os líderes têm na formulação de políticas e na tomada de decisões em relação às contratações femininas para a área de tecnologia, além da participação ativa em grupos de trabalho internos dedicados à diversidade, equidade e inclusão de gênero. 

Já para a categoria Iniciativas Brilhantes, o reconhecimento será para as empresas com cases em prol da diversidade de gênero e da inclusão na tecnologia destacando os esforços recentes com um impacto significativo na criação de ambientes de trabalho mais inclusivos.

As inscrições devem ser feitas até o dia 10 de maio e haverá um comitê consultivo internacional para a decisão dos ganhadores. A cerimônia de premiação será no segundo semestre. 

“Durante o evento lançaremos oficialmente um estudo trabalhado em parceria com a McKinsey sobre a participação de empresas líderes da América Latina em diferentes setores, trazendo a situação atual da disparidade tecnológica de gênero no continente e as recomendações para trabalhar em prol da diversidade e inclusão na tecnologia”, diz Regina Acher, cofundadora da Laboratória no Brasil.

Para concorrer ao prêmio, basta acessar o site https://www.inclusivetechawards.com/brasil e preencher o formulário. 

Sobre a Laboratória

Na Laboratória trabalhamos para construir uma economia digital mais diversa, inclusiva e competitiva que crie oportunidades para que todas as mulheres possam desenvolver seu potencial. Para cumprir nossa missão, oferecemos um bootcamp intensivo de 6 meses, em que proporcionamos o desenvolvimento de habilidades técnicas e socioemocionais para que essas mulheres comecem uma carreira na área tech. Após o programa, guiamos as graduadas para que elas encontrem empregos de qualidade no setor. Também temos uma comunidade vibrante de 3.800 mulheres que se apoiam mutuamente no crescimento de cada uma para que se tornem futuras líderes na América Latina. 77% delas conseguiram um emprego na área tech após o bootcamp.

Desde o nosso lançamento, em 2014 no Peru, a Laboratória expandiu sua atuação para Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, Panamá, Paraguai e Uruguai. Somos uma fonte de talentos para mais de 1.100 empresas, promovendo a diversidade nas organizações e garantindo uma cultura de trabalho mais diversa e inclusiva. Por meio do nosso trabalho, ajudamos todo o tipo de organizações - desde multinacionais até startups - a encontrar o talento técnico de que necessitam para fazer suas equipes crescerem, levando diversidade e contribuindo com a construção de melhores culturas corporativas e produtos.

Relacionamento com a Imprensa

Christiane Nociti

E-mail: [email protected]

Tel: (11) 98248-9151


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp