27/03/2024 às 13h50min - Atualizada em 28/03/2024 às 00h07min

Vivalá e Embratur iniciam testes com o objetivo de atrair estrangeiros para realizar turismo sustentável no Brasil

Negócio social participa de prova de conceito e desenvolve soluções turísticas até abril

Jéssica Amaral - DePropósito Comunicação de Causas
www.depropositocomunica.com
Divulgação

O viajante que vai ao Rio de Janeiro (RJ) poderá ter um roteiro todo voltado para a sustentabilidade, com foco na biodiversidade. O projeto, da startup paulista Vivalá - Turismo Sustentável no Brasil, está participando das provas de conceito do Programa de Aceleração do EmbraturLAB, que promove a competitividade dos serviços do setor do turismo a fim de melhorar a experiência dos estrangeiros que visitam o Brasil.

Na última fase do edital, prevista para encerrar em abril deste ano, três startups (iFriend, Vivalá e Destinos Inteligentes) realizam testes práticos a partir das soluções turísticas desenvolvidas. A Vivalá realizou a tradução do site e de seus principais materiais para o inglês e o espanhol, aumentando a quantidade de pessoas que podem ser atingidas com os roteiros sustentáveis, e está desenvolvendo soluções tecnológicas para atrair o público estrangeiro para viverem as experiências de Turismo Sustentável no Brasil.

Em período pré-pandemia, um estudo do Ministério do Turismo apontou que o Brasil recebia menos turistas do que o Museu do Louvre, em Paris, na França, e números da Organização Mundial do Turismo (OMT) também mostravam que as taxas de visitantes estrangeiros no país eram, consideravelmente, menores do que seus vizinhos da América do Sul. Esta realidade, contudo, está com os dias contados. Ao menos é o que acredita a Vivalá. Além da acessibilidade para entregar conteúdo para outros idiomas, o roteiro para o Rio de Janeiro, com vivência de aventura de um dia, também foi disponibilizado para o calendário 2024 durante esta etapa.

“Destinamos esforços, recursos e tempo no desenvolvimento de um amplo material promocional em português, inglês e espanhol, além do desenvolvimento de uma plataforma de afiliados para que possamos ter tecnologia suficiente para vender o Brasil com parceiros ao redor de todo o mundo em tempo real. Isso será um salto importante na expansão comercial do ecoturismo, aventura e turismo de base comunitária com estrangeiros”, destaca o cofundador e diretor-executivo da Vivalá, Daniel Cabrera

Segundo o presidente da Embratur, Marcelo Freixo, as soluções escolhidas pelo EmbraturLAB irão melhorar a experiência dos visitantes estrangeiros nos destinos brasileiros, sobretudo daqueles que procuram roteiros sustentáveis. Recentemente, destinos brasileiros levaram um prêmio e quatro certificações de sustentabilidade da fundação holandesa Green Destinations durante a Feira Internacional de Berlim (ITB), na Alemanha. 

“O desafio da inovação no turismo é estruturante para nossos objetivos de colocar o Brasil entre os destinos mais competitivos do mundo, sobretudo os roteiros sustentáveis. O mundo precisa se voltar a esse olhar. Diversidade na cultura e na natureza, hospitalidade, experiências singulares e autênticas nós temos em quantidade que quase nenhum país tem. Uma das dificuldades que temos é melhorar a experiência do turista, facilitar a vida de quem nos visita, minimizando as dificuldades com informações e acesso a serviços, por exemplo. E isso se reflete muito na sustentabilidade”, destacou.

Planejamento futuro

Segundo o gerente de Inovações da Embratur, Edivaldo Reis, as soluções propostas pelas startups também podem ajudar no planejamento de ações da Embratur na promoção dos destinos brasileiros no exterior. “Esperamos ainda, como resultado, dados relevantes em relação ao comportamento dos turistas em solo brasileiro que podem ser utilizados posteriormente como estratégia para desenvolver novos produtos de divulgação do turismo brasileiro”, reforçou.

O programa de aceleração é uma parceria entre o EmbraturLAB e o Turistech Hub Brasil, um dos principais hubs de inovação da América Latina. O Hub foi criado para liderar a agenda de inovação no turismo e fomentar a competitividade e sustentabilidade ambiental do setor. Já o EmbraturLAB conta com parceria entre Embratur, universidades, pesquisadores e empreendedores que estão promovendo ações de inovação no turismo.

Sobre a Vivalá

A Vivalá atua no desenvolvimento do Turismo Sustentável no Brasil, promovendo experiências que buscam ressignificar a relação que as pessoas têm com o Brasil, sua biodiversidade e comunidades tradicionais. Atualmente, a Vivalá atua em 22 unidades de conservação do país, contemplando os biomas da Amazônia, Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga, e trabalha em conjunto com mais de 700 pessoas de populações indígenas, ribeirinhas, quilombolas, sertanejas e caiçaras.

Com 15 prêmios e reconhecimentos nacionais e internacionais, a Vivalá tem a confiança da Organização Mundial do Turismo, ONU Meio Ambiente, Braztoa, Embratur, Aberta, Fundação do Grupo Boticário, Yunus & Youth, além de ter uma operação 100% carbono neutro e ser uma empresa B certificada, tendo a maior nota no turismo do Brasil e a 7ª maior em todo o setor de turismo no mundo. Até dezembro de 2023, a Vivalá já realizou mais de 250 expedições e embarcou mais de 3 mil viajantes, além de ter injetado mais de R$ 4 milhões em economias locais através da compra de serviços de base comunitária e consumo direto dos viajantes. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp