27/03/2024 às 17h01min - Atualizada em 28/03/2024 às 00h05min

Confira dicas de mobile marketing para bancos impulsionarem uso de app financeiro

Com as recomendações da Rocket Lab, instituições financeiras podem se diferenciar diante da concorrência e posicionar o aplicativo sempre à frente dos seus players

Rocket Lab
Rocket Lab
São Paulo, 26 de março de 2024 – Para encontrar os públicos certos e convertê-los de forma eficaz, o marketing digital não para de evoluir. Esta busca contribui para o contínuo crescimento da indústria de aplicativos. Segundo o relatório “Mobile App Trends 2024”, da Adjust, em 2023 os gastos globais com publicidade em mobile cresceram 8%, para US$ 362 bilhões, e o mercado atingiu um valor de US$ 228,98 bilhões, projetado para subir para US$ 567,19 bilhões até 2030 e espera-se que os aplicativos móveis se tornem uma indústria de trilhões de dólares em 2024, em termos de receita.

O mercado mundial de mobile banking, como um todo, deve atingir o valor de US$ 7 bilhões até 2032, com um CAGR (indicador utilizado para representar a taxa de crescimento anual composta) de 16,8% a partir de 2023, aponta o relatório da Adjust. O documento também revela que os pagamentos móveis devem representar 79% de todas as transações digitais até 2025 e os usuários destes serviços devem ultrapassar globalmente 3,6 bilhões em 2024.

Segundo o levantamento anual feito pela idwall, com base em dados do Banco Central, o Brasil atingiu em 2023 o recorde histórico de mais de 1,2 bilhão de contas bancárias ativas, uma expansão de 14,2% em relação ao ano anterior. Cada brasileiro tem, em média, 6 contas — há cinco anos, por exemplo, eram menos de 3 — e quase 90% da população possui vínculo bancário. O relatório mostra também a preferência dos brasileiros pelos bancos digitais: 6 em cada 10 (62%) indicam essas instituições, contra 33% dos entrevistados que preferem bancos tradicionais, e os 5% restantes indicam predileção por abrir contas em players que oferecem investimentos.

Por este motivo e não por acaso as instituições financeiras passaram a buscar oportunidades de criar vantagem competitiva e reter seus clientes por meio de seus aplicativos. Mas como elas podem se diferenciar diante de tanta concorrência e posicionar seu app sempre à frente dos seus players? Confira abaixo quatro dicas trazidas por Bruno Ferreira, head de Vendas da Rocket Lab no Brasil, para fazer o app financeiro bombar com base em uma estratégia de mídia consistente: 
 
  1. Turbine suas instalações com tráfego inteligente – Já é uma realidade que a maior parte das instalações de aplicativos são fruto de ações de marketing não-orgânicas. Dados da Appsflyer de novembro de 2023, focados no setor financeiro (“Android Finance - Overall Apps in Brazil”) revelam que 62% das instalações são não-orgânicas, enquanto 38% são orgânicas. “Ou seja, apostar em parceiros de mídia que garantam uma estratégia inteligente e alcance a fontes de tráfego complementares de qualidade, é fundamental para impulsionar as instalações e o engajamento no app. Com um banco digital brasileiro, cliente da Rocket Lab, por exemplo, chegamos a um aumento de 83% no número de instalações do primeiro para o segundo semestre de campanha”, afirma Ferreira.
 
  1. Combine diferentes campanhas para aumentar conversões – Um erro muito comum na estratégia de mídia de apps é focar em apenas um tipo de campanha com um só modelo de custo, CPA fixo, geralmente. Sabendo que 73% da receita de compras in-app em finanças vêm de marketing não-orgânico, de acordo com os dados da Appsflyer (“Android Finance - Overall Apps in Brazil”), você deixaria a sua marca dependente de só um tipo de estratégia de mídia ou somente de um call to action (CTA) para vender?

“Aqui a lógica deve ser a mesma do mix de marketing da marca: vale combinar CTAs de instalação de aplicativo com os de abertura de conta e solicitações de cartão de crédito, por exemplo. E também se valer de modelos de custo distintos, cobrindo todo o funil para uma estratégia mais consistente que leve o usuário até a compra”, aconselha o executivo da Rocket Lab. “Com um dos clientes de serviços financeiros da Rocket Lab, foram trabalhadas duas frentes diferentes de produtos e eventos distintos, tendo sido possível um aumento de até 500% no número de eventos em um mês”, exemplifica Ferreira.
 
  1. Fortaleça sua estratégia de retenção e reengajamento – Manter os usuários engajados e uma boa recorrência continua a ser um desafio para a categoria de apps financeiros. Nos 30 primeiros dias após a instalação desses aplicativos, as taxas de retenção caem de 9 a 18 pontos percentuais, aponta o estudo da Appsflyer.

“Para garantir esse reengajamento constante, vale também apostar em estratégias complementares, como combinar push notifications com retargeting, por exemplo, de modo que um possa cobrir usuários que ainda não fizeram a desinstalação e o outro busque de volta quem já abandonou o aplicativo. O retargeting também desempenha papel importante para a geração de conversões em apps financeiros, uma vez que estamos falando de usuários verdadeiramente qualificados, porém ‘desaquecidos’”, pontua Ferreira. De fato, o relatório da Appsflyer também indica que as instalações não-orgânicas são 69% das conversões por diferentes tipos de atividades de marketing, e 31% referem-se a conversões de remarketing.
 
  1. Reforce seus atributos de marca também no mobile – Atributos de marca como sustentabilidade, inovação e compromisso social vêm sendo cada vez mais bem vistos pelos consumidores. “Para além de sazonalidades e condições especiais do app, reforçar o chamado marketing de propósito no mobile pode ser um fator diferencial, com impacto positivo no recall da marca ao longo de todo o funil”, ressalta o head de Vendas da Rocket Lab no Brasil.
 
Sobre a Rocket Lab – Criada em 2019, a Rocket Lab nasceu de uma necessidade do mercado, com o objetivo de impulsionar o crescimento exponencial de usuários dentro de aplicativos e suas atividades. Atualmente, a empresa global está presente em três continentes, na América Latina, Europa e Ásia, atuando em países como México, Espanha, Argentina, Uruguai e Brasil. Hoje, a Rocket Lab conta com mais de 50 clientes, entre Natura, Ifood e Carrefour, e faz parte do Grupo Rocket. Presente no Brasil desde 2020, a empresa tem crescido exponencialmente e pretende, em 2024, ter grande parte de seus investimentos voltados para a expansão de sua atuação em solo brasileiro. Para mais informações, clique aqui
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp