27/03/2024 às 15h57min - Atualizada em 28/03/2024 às 00h01min

Quem quer trabalhar ou empreender nos Estados Unidos precisa saber onde realmente existe a escassez de determinada função

Julia Ramires Reyes - SK Comunica
divulgação

Há cidades nos Estados Unidos que precisam de trabalhadores, como Fremont, no Nebraska, por exemplo, tem três grandes fábricas de processamento de carne. À medida que os jovens locais partem em busca de melhores empregos, os migrantes têm ocupado esta brecha, tornando necessário para a cidade esta mão de obra de “fora”. O curioso desta cidade é que há mais de uma década ela exige que todas as pessoas que pretendem alugar qualquer propriedade em Fremont têm que comprovar que estão legalmente presentes nos EUA, evitando assim que a cidade se torne um paraíso para imigrantes ilegais. Em 2022, Fremont tornou-se uma cidade 16% latina, com uma grande maioria da Guatemala.

Muitos países dependem dos trabalhadores migrantes para os ajudar a preencher os seus défices de mão de obra. Nos Estados Unidos, a escassez de mão de obra vem ampliando mais a necessidade de imigrantes trabalhadores em vários setores, em diversas cidades, onde os americanos nativos não preenchem as funções ou espaços necessários. E não somente para trabalhos simples, como também faltam profissionais em outras áreas como médicos, dentistas, engenheiros e especialistas tecnológicos.

Cidades como Baltimore, Pittsburgh, Detroit(foto), St. Louis também apresentam necessidade de trabalhadores. O Texas também sofre com a falta de mão de obra no setor de construção, por exemplo.

Muitos brasileiros que aplicam para a residência nos Estados Unidos, seja para trabalhar ou empreender no país, não tem ideia de onde realmente é necessário. É o que afirma a advogada de imigração Ingrid Domingues McConville. “Eu costumo indicar cidades onde há a necessidade de especialistas em diversas áreas carentes. Mesmo para empreender, há lindas cidades, com boa estrutura, que oferecem até mais facilidades para quem chega e acabam até facilitando o processo de imigração”.

Como já foi descrito várias vezes, o Brasil ocupa o terceiro lugar no ranking de países que mais emigram para os Estados Unidos, de acordo com dados oficiais do Departamento de Estado americano, de janeiro a dezembro de 2022, com 815.842 vistos emitidos. O visto mais procurado no momento continua sendo o EB2-NIW voltado para profissionais qualificados, com formação acadêmica e com comprovação de experiência de 5 anos no mínimo.

Obtenha mais informações sobre imigração: @dmvisalaw

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp