25/03/2024 às 19h13min - Atualizada em 26/03/2024 às 00h11min

Ânima divulga resultados financeiros com trajetória sustentável de crescimento e geração de caixa com evolução de quase 3x

Alavancagem da companhia registrou redução e encerrou período a 3,2x. Ânima Core é destaque com crescimento de 2 p.p. na margem operacional

Redação
Divulgação
A Ânima Holding S.A (B3: ANIM3) apresenta ao mercado nesta segunda-feira (25) os resultados do 4º trimestre (4T23) e consolidado do ano de 2023. Os números comprovam que as medidas construídas ao longo dos últimos trimestres foram altamente eficazes, com resultados sólidos. Pelo segundo trimestre consecutivo, a alavancagem da companhia registra queda considerável, encerrando o período a 3,2x. Já a receita líquida registra alta no ano, de 4,8%, e alcança R$ 3,7 bilhões, fortalecendo a Ânima na rota do crescimento sustentável.

A geração de caixa da companhia mostrou expressivo crescimento de 2,8x ano sobre ano, saindo de R$249,8 para R$ 711,0 milhões em 2023. Pelo oitavo trimestre consecutivo, o EBITDA ajustado ex-IFRS16 apresentou crescimento, nesse trimestre foi de 26,6% (50,8% de crescimento no comparativo 2S23 x 2S22 e sexto trimestre consecutivo de crescimento LTM), atingindo em 2023 R$ 923,5 milhões e margem de 24,7%.

Outra boa notícia é que a companhia encerra o período com redução de 1,6p.p. nas despesas corporativas e 2,0p.p. nas despesas com aluguéis. “Consolidamos diversas mudanças que colocaram a companhia em uma trajetória sustentável de crescimento. Isso reforça a nossa disciplina de execução. Estamos empenhados em melhorar nossos indicadores, com resultados altamente relevantes, e que nos coloca em destaque na avaliação de diversos analistas do mercado financeiro”, afirma Marcelo Battistella Bueno, CEO da Ânima.

“A Ânima comprova que é possível aliar qualidade acadêmica com geração de resultados. Tínhamos o compromisso de cumprir o covenant de final de ano de 3,5x e entregamos resultado acima do esperado ainda no 3T23. Nosso foco tem sido, e continuará sendo, a qualidade da receita. Não estamos olhando apenas preço e volume, mas preço, volume e geração de caixa. Também continuamos muito focados no valor de nossas marcas e na capacidade de melhorar o tíquete de dentro para fora. Seguimos confiantes na melhoria contínua da eficiência de nossa operação, na nossa geração de caixa e redução sustentável de nossa alavancagem.”, complementa Atila Simões da Cunha, CFO da Ânima.

A base de alunos das Instituições de Ensino Superior (IES) da Ânima também cresceu e chegou a 405 mil estudantes e a evasão da graduação presencial manteve-se praticamente estável. Em todos os segmentos (Ânima Core, Inspirali e Ensino Digital) a companhia apresentou melhora no ticket médio, com destaque para os dois últimos crescendo acima da inflação.

Ânima Core

O segmento Ânima Core apresenta crescimento de 1,8 p.p. na margem operacional em 2023, demonstrando a capacidade de nossos educadores de entregar resultados crescentes em um cenário macro ainda desafiador.  Em um comparativo de semestres, nota-se uma desaceleração na queda da receita líquida do segmento no segundo semestre (-1,7% 2S23 vs. 2S22) em relação a queda no primeiro semestre (-2,9%, 1S23 vs. 1S22), reforçando o desempenho de estratégias aplicadas no 2S23

Inspirali

A Inspirali, vertical que reúne os cursos de Medicina da Ânima, é novamente destaque nos resultados, tanto do ponto de vista de crescimento, quanto de geração de caixa. A Inspirali encerrou 2023 com 11,7 mil alunos matriculados nos cursos de graduação de medicina, 8% maior do que a média de 2022. O ticket do ensino acadêmico da Inspirali, em 2023, cresceu 5%, ante 2022, e chegou a R$ 8.536,00. Destacamos, ainda, o aumento de 100 novas vagas anuais em nossa Faculdade AGES de Medicina de Irecê. Com isso a Inspirai atinge um número total de 1.842 vagas totais anuais em suas escolas médicas, consolidando-se como um dos maiores prestadores de educação médica de qualidade.

Ensino Digital

Novamente, o segmento ocupa papel de destaque nos resultados financeiros da Ânima e registra alta de 24,6% da receita líquida no ano, encerrando o período com R$ 273,3 milhões, resultado de um crescimento de 12,4% na base média de alunos (140,8 mil estudantes) e de 10,9% no ticket líquido consolidado.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp