21/07/2023 às 00h22min - Atualizada em 21/07/2023 às 00h22min

Vai ao salão de beleza: é importante ter alguns cuidados

O número de salões de beleza cresce a cada ano. Além de se adequar à legislação sanitária, é necessário seguir normas de boas práticas, de modo a garantir ao profissional e aos seus clientes, segurança e qualidade nos serviços que prestam, evitando riscos à saúde. Todo cuidado é pouco quando se lida com o público, a falta de certos cuidados pode prejudicar até transmitir doenças, como hepatite B e C, vírus HIV, infecções, causar alergias, entre outras.
Doenças como hepatite B e C, vírus HIV, transmitidas pelo sangue, podem passar de uma pessoa para outra, por um simples sangramento, por exemplo, ao se tirar a cutícula. Daí a importância dos materiais utilizados, como alicates, espátulas e outros materiais de metal, serem devidamente lavados e escovados com sabão líquido, em água corrente abundante, ou lavadora ultrassônica a cada procedimento. Em seguida, recomenda-se enxaguar, secar e acomodar o material em embalagem apropriada (estojos de alumínio ou aço inoxidável) para o processo de esterilização. A temperatura para garantir a esterilização é de 170ºC por 1 hora ou 160ºC por 2 horas. O aparelho indicado para esterilização desses materiais é o Autoclave. Ele é baseado no princípio de que a água, quando aquecida em um recipiente fechado, onde o vapor fica retido sob pressão, pode atingir temperaturas muito elevadas sem ferver. O calor aliado à umidade destrói as bactérias com maior rapidez, além do vapor garantir a distribuição do calor a todas as partes do recipiente de esterilização. Lembre-se: fornos elétricos ou equipamentos com lâmpada ultravioleta não esterilizam os materiais de metal. Escovas e pentes devem ser lavados com água e detergente após cada cliente.
Muitos cuidados devem ser tomados também ao fazer uma maquiagem. Não é recomendável compartilhar os produtos de beleza, pois aumenta o risco de contrair algumas irritações. Além do risco de transmissão de conjuntivite e de outros problemas oculares pelo compartilhamento de delineadores, rimeis e lápis de olhos, doença como herpes pode passar de uma boca para a outra quando se utiliza o mesmo batom. Até mesmo aquela simples “esponja” utilizada para espalhar a maquiagem no rosto deve ser descartável, para evitar a contaminação por bactérias e fungos que dão origem a acne e a eczema. O pincel para blush também deve ser lavado com água e detergente após cada cliente.
Atenção: com as crianças o cuidado tem que ser redobrado. Nunca se deve maquiá-las com os produtos de suas mães. Elas correm sérios riscos de manifestar uma reação alérgica, irritação nos olhos e até dermatites de contato. O ideal são os produtos desenvolvidos especialmente para o público infantil, e também os antialérgicos.
Importante: sempre que possível, leve um kit, com seus pertences pessoais, ao salão de beleza. Se o tratamento utilizado provocar danos a sua saúde, o prestador de serviço responde por negligência, conforme dispõem os artigos 14 (o fornecedor de serviços responde, independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua fruição e riscos); artigo 34 (o fornecedor do produto ou serviço é solidariamente responsável pelos atos de seus prepostos ou representantes autônomos); artigo 65 (executar serviço de alto grau de periculosidade, contrariando determinação de autoridade competente – Pena: Detenção de seis meses a dois anos e multa. As penas deste artigo são aplicáveis sem prejuízo das correspondentes à lesão corporal e à morte), do Código de Defesa do Consumidor – CDC; e artigo 129, do Código Penal (ofender a integridade corporal ou a saúde de outrem – Pena:  Detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano).
Tente acordo amigável para reparação dos danos ou procure a Justiça. Se houver lesão corporal, vá a uma Delegacia, registre boletim de ocorrência e peça instauração de inquérito policial, e um exame no Instituto Médico Legal. O laudo pode ser usado em processos criminal e cível.
Cuide de sua beleza, mas não negligencie sua saúde!

Celso Russomanno 
Jornalista e bacharel em Direito,
especialista em Direito do Consumidor.
Inscreva-se em seu Canal do Youtube,
mais de 1,2 mil reportagens para você assistir:
www.youtube.com/crussomanno

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp