14/07/2023 às 02h11min - Atualizada em 14/07/2023 às 02h11min

Prefeitura anuncia construção da Unidade de Pronto Atendimento Cidade Tiradentes II

​Em agendas na região, prefeito Ricardo Nunes também visitou a UTI neonatal do Hospital Municipal Cidade Tiradentes

Em mais uma iniciativa da ação Prefeitura Presente, o prefeito Ricardo Nunes anunciou na manhã desta sexta-feira (07), na Avenida dos Metalúrgicos, a construção da futura Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Cidade Tiradentes II com um investimento de cerca de R$ 14 milhões. Durante agendas na região, o prefeito também visitou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal do Hospital Municipal Carmem Prudente - Cidade Tiradentes.
“Em outubro do ano passado eu inaugurei a UPA Cidade Tiradentes. Hoje eu estou dando o início da obra na segunda UPA da Cidade Tiradentes, que não tinha nenhuma”, destacou o prefeito Ricardo Nunes. “Uma eu já entreguei e estamos dando início no processo licitatório para poder construir a outra", afirmou o prefeito Ricardo Nunes.
A nova UPA terá capacidade para realizar 13.500 atendimentos mensais, com a previsão de um quadro técnico composto por 423 profissionais e leitos para atendimento 24 horas.
O secretário municipal da Saúde, explicou que a UPA contará com 27 leitos, sendo 7 de emergência e 20 de observação para internação de pacientes. “Vamos ter cirurgião, ortopedista, pediatria, clínica médica e odontologia, além de uma base do SAMU para dar a cobertura que a região precisa”, detalhou.
Reestruturação no HM Cidade Tiradentes
A UTI do HM Cidade Tiradentes passou por uma reestruturação, que incluiu troca de mantas vinílicas em portas e paredes, além de novas instalações do posto de coleta de leite. A unidade funciona desde julho de 2007 e conta com dez leitos de UTI neonatal, 11 leitos de UTI pediátrica e 16 leitos do Centro de Cuidados Intermediários, com média de 300 partos mensais.  A UTI conta com uma equipe de 58 profissionais, entre médicos plantonistas, fisioterapeutas, enfermeiros e técnicos de enfermagem.
Segundo o prefeito Ricardo Nunes, antes o hospital todo contava com 13 leitos de UTI e hoje são 51, incluindo os 10 de UTI neonatal.  “Você ver em um hospital público a qualidade que tem em um privado é a coisa mais linda. Dá muito orgulho”, destacou o prefeito Ricardo Nunes.
Administrado pela Organização Social de Saúde (OSS) Santa Marcelina, o HM Cidade Tiradentes tem custeio mensal de aproximadamente R$ 17 milhões e um total de 245 leitos.
No local são realizados 16 mil atendimentos mensalmente, em média, nas especialidades clínica médica, pediatria, cirurgia geral, psiquiatria, ginecologia e ortopedia.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp