14/07/2023 às 02h03min - Atualizada em 14/07/2023 às 02h03min

Hospital veterinário público da zona leste adota novo modelo de atendimento para casos não emergenciais

O Hospital Veterinário Público da Zona Leste, um dos quatro administrados pela Coordenadoria de Saúde e Proteção ao Animal Doméstico (Cosap), da Secretaria Municipal da Saúde, adota um novo modelo de atendimento para casos não emergenciais de cães e gatos. Agora, o munícipe deverá fazer o agendamento presencialmente, toda terça-feira, das 14h às 16h, para atendimento na semana seguinte, mediante disponibilidade de vagas.
A medida não afeta os casos de urgência e emergência, que continuarão sendo atendidos em qualquer horário do funcionamento da unidade, localizada no Tatuapé.
“O modelo, já implementado no hospital da Zona Norte, foi muito bem-recebido pelos usuários daquela unidade. Agora, visando oferecer maior comodidade aos tutores, entramos em fase de implantação do agendamento presencial também na unidade da Zona Leste. Posteriormente, o modelo será estendido também aos hospitais da Zona Sul e Oeste”, esclarece Analy Xavier, coordenadora da Cosap.
Quando houver feriado, o agendamento acontece no primeiro dia útil subsequente; uma vez efetuado, basta o tutor retornar ao hospital com o animal no dia e horário definidos. O munícipe poderá agendar um paciente por vez para primeiro atendimento, e até dois pacientes por mês, respeitando o limite previsto em legislação de animais domésticos por domicílio.
Vale ressaltar que os casos de urgência e emergência nas unidades não necessitam de agendamento ou retirada de senha, o atendimento é feito por ordem de chegada de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.
O serviço prestado pelos hospitais veterinários públicos é exclusivo à população de baixa renda residente na cidade de São Paulo. “O serviço oferecido pela Prefeitura de São Paulo serve de referência para todo o país. Infelizmente nem todos os demais municípios oferecem serviço similar ao nosso e muitos tutores se deslocam para a capital de forma equivocada, na expectativa de serem atendidos”, destaca Daniel Leite, diretor da Divisão de Hospitais Veterinários Públicos.
De acordo com dados da Cosap, em média 10% das pessoas que buscam os hospitais não moram em São Paulo, e 30% não se encaixam no critério de vulnerabilidade econômica, ou seja, não preenchem os requisitos para serem atendidos nesses equipamentos. “Por lei, a responsabilidade pelos cuidados com a saúde e bem-estar dos animais é de seus tutores, por isso, ao oferecer assistência gratuita, a municipalidade prevê o atendimento para a população carente, que não teria acesso a serviços particulares”, reforça Leite.
Serviço
Endereço: Av. Salim Farah Maluf, esquina com R. Ulisses Cruz, lado par – Tatuapé
Atendimento não emergencial mediante agendamento às terças-feiras, das 14h às 16h. Quando houver feriado, o agendamento acontece no primeiro dia útil subsequente;
- Atendimento de urgência e emergência de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.
Documentos necessários para o atendimento:
1. Documento de identificação oficial com foto e CPF do responsável pelo animal;
2. Comprovante de residência atualizado em nome do responsável pelo animal;
3. Registro Geral do Animal (RGA);
4. Cartão/comprovante de programa social, se houver.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp