21/03/2024 às 14h30min - Atualizada em 22/03/2024 às 00h07min

Incoporadora promove feirão com nove empreendimentos voltados ao segmento econômico

Ação da Longitude acontece nas regiões de Sumaré, Hortolândia e Jaguariúna

MXP Comunicação Ltda
Divulgação

As novas regras do Minha Casa Minha Vida (MCMV), que valem desde julho, trazem vigor ao segmento econômico do mercado imobiliário. No conjunto de mudanças do programa, as famílias se beneficiam com a redução das taxas de juros. Também a ampliação do teto para financiamento de imóvel na Faixa 3, de R$ 264 mil para R$ 350 mil, faz com que vários empreendimentos saiam do projeto para tomarem forma de edificações. Com isso, as expectativas em 2024 são positivas tanto para quem almeja o imóvel próprio quanto para construtoras e incorporadoras.

Segundo dados da Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias) e da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), até novembro do ano passado foram comercializadas no País 144.854 imóveis. Do total, 103.171 unidades, ou 71%, foram negociadas no âmbito do Minha Casa Minha Vida.

Pela reformulação do MCMV, a Faixa 1, que compreende renda familiar até R$ 2.640, passou a ser contemplada com uma taxa menor de juros, de 4,25% para 4% nas regiões Norte e Nordeste e de 4,5% para 4,25% nos demais Estados. O mesmo se aplicou à Faixa 2, que agrupa famílias com rendimento até R$ 4.400. Na Faixa 3, com até R$ 8 mil de renda, os juros seguem o patamar máximo de 8,16% ao ano.

Neste momento favorável ao mercado imobiliário, a Longitude realiza um feirão com nove empreendimentos da incorporadora destinados ao segmento econômico. De 21 a 23 de março, em Jaguariúna, Hortolândia e Sumaré, os três plantões simultâneos de vendas reservam vários atrativos às famílias interessadas em adquirir o imóvel próprio.

“Nesta ação, teremos apartamentos a partir de R$ 208 mil”, afirma Guilherme Bonini, Co-CEO da Longitude Incorporadora. No feirão, os descontos podem chegar a R$ 20 mil. “Há ainda a facilidade da entrada parcelada em até 100 vezes, entre outros benefícios”, destaca.

O valor máximo do subsídio do MCMV, que passou de R$ 47,5 mil para R$ 55 mil, também poderá ser utilizado para compra de imóvel no feirão da Longitude. Bonini lembra que as famílias ainda podem somar o benefício do programa Casa Paulista, cujo valor atinge até R$ 13 mil, totalizando R$ 68 mil.

No feirão, os empreendimentos da incorporadora, com imóveis de dois dormitórios, diferenciam-se pelo projeto inteligente e pela estrutura de lazer e convivência. O Aura, em Jaguariúna, traz apartamentos com garden e varanda. Em Monte Mor, o Epic oferece conforto e praticidade. Na ação, Sumaré é o município com mais opções em residenciais: Evo, Icon e Vox. One e Neo são as alternativas em Hortolândia. Na Região Metropolitana de Sorocaba, o Soul, localizado no município de Salto, tem condições de financiamento pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).

Segundo Guilherme Bonini, todas as condições oferecidas no feirão da Longitude Incorporadora foram pensadas para facilitar a conquista do imóvel próprio. “Com os descontos e demais benefícios, queremos contribuir para a transformação da vida de cada um de nossos clientes”, conclui o executivo.

 

PLANTÕES DE VENDAS DO FEIRÃO

 

Jaguariúna

Av. Antonio Pinto Catão, 348, Jd. Capotuna

 

Sumaré

Av. da Amizade, 2.011, Pq. Amizade

 

Hortolândia

Av. da Emancipação, 1.550, Jd. do Bosque

 

SAC Longitude: 0800.740.0505


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://novojorbras.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp